DEPRESSÃO E JORNALISMO: O MUNDO AO REDOR DA DOENÇA DO SÉCULO XXI

A depressão é considerada a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em nossa sociedade. As implicações da depressão no cotidiano de familiares e amigos de pessoas que portam a doença foi o tema de um documentário, produzido pelo aluno Guilherme Dias, do quarto ano do curso de Jornalismo da Universidade Positivo.

Em 2017, a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou dados referentes à situação das pessoas com depressão no mundo. São mais de 300 milhões com depressão, aumento de mais de 18% entre 2005 e 2015. Nas Américas, cerca de 50 milhões de pessoas viviam com depressão em 2015, ou seja, cerca de 5% da população.

“O trabalho parte de uma necessidade de se entender o que é a depressão e o que o jornalismo pode contribuir para a divulgação dessa patologia para a sociedade”, afirma Dias, que vê nas produções jornalísticas tradicionais um defeito.

Segundo o documentarista, elas não conseguem se aprofundar melhor no assunto, ou seja, apenas apresentam alguns dados e com personagens que já passaram por esse quadro e conseguiram se curar. “São informações superficiais e que dão a entender que a depressão é algo passageiro e possível de cura sem a necessidade de diagnósticos mais precisos e tratamentos intensos”, critica.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: